Ibram abre seleção para projetos de iniciação científica

O Instituto Brasileiro de Museus – Ibram publicou na sexta-feira (5), edital para a seleção de bolsas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica do CNPq (PIBIC). 

A seleção visa estimular o desenvolvimento do pensamento científico e iniciação à pesquisa de estudantes de graduação do ensino superior e tem como principal objetivo possibilitar maior interação entre alunos de graduação e as pesquisas desenvolvidas no campo museal.

Para mais informações clique no link: http://www.museus.gov.br/ibram-abre-selecao-para-projetos-de-iniciacao-cientifica/?fbclid=IwAR04P8UtfL-1BdDXQPObb99d-IT9jcH9o5sk1U8sp0nSIacsPpejtMO-7y0

 

Está chegando o X Seminário da Rede de Educadores em Museus de Goiás!

Prezados(as) membros das REMs, 

temos o prazer de convidá-los para o X Seminário da REM-Goiás! 

Formulário de Inscrição (ouvinte): http://twixar.me/NpnK 

O X Seminário da Rede de Educadores em Museus de Goiás acontecerá de 25 a 27 de Abril de 2019 no Museu das Bandeiras (MuBan), Cidade de Goiás – GO.

O evento se propõe a refletir e dialogar sobre projetos e ações de educação em museus, integrando reflexões teóricas, metodológicas e práticas entre profissionais de museus, pesquisadores e estudantes de Museologia e áreas afins, para qualificação dos profissionais e museus do estado. A X edição do Seminário anual da REM-Goiás tem como tema “Ação Extra-muros”.

Contato:

E-mail: remgoias@gmail.com

Facebook:www.facebook.com/remgoias

Blog: www.remgoias.blogspot.com/

Instagram: @remgoias

Encontro Baiano de Educação Museal – EBEM

Entre os dias 20 e 22 de março realizou-se, no Museu Carlos Costa Pinto, em Salvador, o Encontro Baiano de Educação Museal – EBEM, promovido pela Rede de Educadores em Museus da Bahia. Foi uma grande oportunidade de intercâmbio entre  diversos agentes do campo museológico: a sociedade civil organizada, representada também pela presença das Redes de Educadores em Museus de outros estados, dirigentes e demais profissionais de museus de Salvador, estudantes de museologia e representantes do Instituto Brasileiro de Museus – Ibram.

O tema do EBEM, Museus em chamas – verso e reverso de como chegamos até aqui -, suscitou discussões e reflexões sobre a atual circunstância do campo museológico brasileiro, a efetividade das políticas que o orientam e as soluções empreendidas pelos trabalhadores dos museus para possibilitar que os museus sejam cada vez mais dinâmicos e receptivos à sociedade, refletindo seus avanços e inspirando transformações positivas. 

Na noite de abertura, Fernanda Castro proferiu a conferência sobre o tema do encontro. Fernanda é educadora no Museu da Chácara do Céu e no Museu Histórico Nacional/IBRAM e coordenadora da linha de pesquisa “Educação museal: conceitos, história e políticas” do Museu Histórico Nacional -MHN/CNPq. Abordou as dinâmicas das políticas formuladas para a área museal ao longo da história, que incluem entre seus aspectos negligências que em vários momentos culminaram em incêndios como o destruiu a maior parte do acervo do Museu Nacional em setembro de 2017. Por outro lado, apresentou também as tantas ocasiões em que a mobilização do campo insuflou a criação de políticas que incluíram a participação da sociedade civil em sua formulação, a exemplo da Política Nacional de Educação Museal – PNEM. 

Durantes os dias seguintes foram apresentados trabalhos que demonstraram de forma representativa a grande diversidade de experiências que integram o cenário museológico brasileiro. Arquitetura, ações educativas, a relação com as escolas, patrimônio cultural, capacitação, museus universitários, função educativa em instituições museais: esses foram alguns dos temas que ensejaram as  reflexões e relatos que permitiram um debate qualificado sobre a educação museal no contexto presente.

A reunião das Redes de Educadores em Museus que tinham representantes presentes no EBEM foi um espaço reservado pra a articulação e diálogo das entidades, fundamentais para a mobilização do setor. Entre seus resultados está a formulação de uma Recomendação dirigida ao campo museológico. 

No último dia de encontro, o REM Debates abordou as políticas relacionadas à educação museal sob distintas perspectivas. A profª drª Rejane Lira, do Instituto de Biologia /UFBA explanou sobre o incêndio do Gabinete Naturalista de Salvador no início do séc. XX e seus desdobramentos. Tais Valente dos Santos, coordenadora da  Coordenação de Preservação e Segurança – COPRES/ DPMUS/ Ibram falou sobre as políticas e normativas relacionadas à área de conservação e segurança em museus e as possibilidades de avanço a partir da capacitação na área. Marielle Costa, chefe da Divisão de Educação da Coordenação de Museologia Social e Educação/ DPMUS/ Ibram, apresentou o status da implementação da PNEM no que concerne às atribuições do Ibram e a expectativa de cooperação com as REMs para otimizar esse processo. Após as apresentações, as perguntas do público presente estenderam o diálogo em relação às temáticas contempladas.

A profª draª Maria Célia Teixeira além da sua respeitável trajetória de formação e atuação como docente da UFBA, é membra do ICOM e da Associação Brasileira de Museologia. Proferiu a conferência de encerramento do encontro relacionando o tema à trajetória da Museologia no Brasil, abordando processos de formação e capacitação, marcos históricos e as políticas voltadas para a área.

Felicitações ao Comitê Gestor da REM-BA, e que sigamos construindo muitas possibilidades de interlocução!

Primeiro Encontro Baiano de Educação Museal

Com o tema Museus em chamas – verso e reverso de como chegamos até aqui, Encontro Baiano de Educação Museal (Ebem) será realizado nos dias 20, 21 e 22 de março de 2019, no Museu Carlos Costa Pinto, em Salvador. A comissão organizadora do Ebem é composta pela Rede de Educadores em Museus da Bahia (REM-BA) e outras instituições parceiras como, por exemplo, a Fundação Gregório de Mattos (FMG) e a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Estão abertas as inscrições para participantes ouvintes que tenham interesse em participar deste importante evento para o campo museal. Para mais informações e atualizações, acesse o blog da REM-BA aqui!

Bolsas Ibermuseus de Capacitação 2019

Está aberta a convocatória para a 4ª edição das Bolsas Ibermuseus de Capacitação, dedicada à mobilidade profissional. As bolsas oferecem a oportunidade para que profissionais de museus ibero-americanos possam intercambiar experiências, conteúdos, práticas e conceitos.

As solicitações deverão ser enviadas entre os dias 18 de fevereiro e 18 de abril de 2019. Para mais informações e esclarecimentos, acesse aqui o site do Programa Ibermuseus e clique na imagem abaixo para visualização do edital completo.

Museu da Vida realiza seminário sobre educação museal e estudos de público

O Seminário “Metodologias de Pesquisa em Museus: Educação e Estudos de Público”, que acontecerá no próximo dia 1º de outubro de 2018, a partir das 9h, no Auditório do Museu da Vida/Fiocruz, no Rio de Janeiro, tem como objetivo debater diferentes abordagens metodológicas empregadas em estudos de público e educação em museus. Serão também apresentados exemplos de práticas diversas em pesquisas desenvolvidas nestas áreas de interesse, com ênfase nas questões de metodologia: acertos, erros e perspectivas.

Imagem relacionada

A iniciativa pretende dialogar com ampla audiência e proporcionar discussões acerca de questões atuais da produção de conhecimentos na área. O evento é gratuito e não é necessária a inscrição prévia. Para mais informações, acesse o site do Museu da Vida.

Eventos de divulgação do caderno da PNEM

Entre os dias 17 a 23 de Setembro acontecerá a 12° edição da Primavera de Museus em todo o país e tem como tema “Celebrando a educação em museus”. Entre as atividades, ocorrerão apresentações do caderno da PNEM em eventos a serem realizados em diversas instituições que apresentarão o caderno em palestras, debates, mesas redondas etc.

A publicação reúne os princípios e diretrizes da mais nova política pública voltada ao setor de museus brasileiro, instituída no ano passado, trazendo ainda um breve histórico da educação museal no Brasil, um resumo do processo de construção participativa da PNEM e conceitos-chave que devem guiar o trabalho nesta área.

É possível pode verificar no mapa os estados que incluirão a atividade, assim como as instituições e datas da apresentação do caderno da PNEM. 

Educação museal é o tema da 12ª Primavera de Museus

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Em 2018, a 12ª edição da Primavera de Museus celebra a educação museal. Tradicionalmente, a Primavera é uma temporada de eventos organizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) com o intuito de inspirar atividades e fomentar programações temáticas em museus e centros culturais em todo o Brasil.

“Celebrando a educação em museus” será o mote da 12ª Primavera dos Museus, que acontece de 17 a 23 de setembro. Instituições interessadas em participar da ação já podem inscrever atividades relacionadas ao tema. A inscrição pode ser realizada até o dia 9 de agosto.

Espaços plurais que propiciam vivências diversas e trocas constantes de conhecimentos e experiências, os museus são permeados pela educação, e sua prática desempenha importante papel na dinamização dos espaços museais.

No dia 20/07, o Ibram disponibilizou o texto de referência sobre o mote da Primavera dos Museus. Dúvidas sobre a ação podem ser enviadas para o endereço eletrônico primavera@museus.gov.br.