Fomentar por meio de ações educativas a autogestão da memória da comunidade

Home Fóruns Museus e Comunidade Fomentar por meio de ações educativas a autogestão da memória da comunidade

Este tópico contém 18 respostas, 9 vozes e foi atualizado pela última vez por Diego Luiz Vivian Diego Luiz Vivian 5 anos, 3 meses atrás.

4 posts - 16 de 19 (de 19 do total)
  • Autor
    Posts
  • 25/02/2013 em 20:11 #999
    Diego Luiz Vivian
    Diego Luiz Vivian
    Subscriber

    Olá, Fernanda

    obrigado pela participação e pelo relato sobre seu projeto de pesquisa.

    No próprio Blog do PNEM há um GT sobre PERSPECTIVAS CONCEITUAIS, onde foi criado um tópico sobre MUSEUS VIRTUAIS e museus interativos.

    As postagens feitas até o momento são bastante interessantes, incluindo sugestões de bibliografia sobre o tema. Sugiro que você visite este tópico específico, pois acredito que os debates ali desenvolvidos podem te ajudar a refletir sobre os rumos do teu projeto.

    Até mais!

     

    24/03/2013 em 19:36 #1113

    MHCI
    Subscriber

    Olá, Diego!

    Obrigada pelo elogio! Esse trabalho realizado com o reisado é na zona rural da cidade de Inhuma- Piauí. As crianças entram em contato com alguns instrumentos, como por exemplo, os maracás, mas outros instrumentos mais difíceis de aprender, como a sanfona não, pois associar a prática do aprendizado das rimas e danças do reisado com os instrumentos tornaria ainda mais complexo o trabalho a ser desenvolvido, embora tornasse as aulas mais atrativas. Gostei da ideia, vou pensar na hipótese de separar dias para aulas apenas instrumentais. As aulas são oferecidas aos sábados, no pátio da escola. Os oficineiros (mestres de cultura) recebem um incentivo em dinheiro pago pela prefeitura, mas eles repassam os conhecimentos mais pelo prazer de ensinar e preservar a tradição. Como a mestra de reisado e demais componentes do grupo moram na zona rural o trabalho é realizado na própria comunidade, visando assim, despertar o sentimento de pertencimento e o desejo de preservar a tradição. Com relação as benzedeiras o museu trabalha junto às escolas promovendo entrevistas no sentido de que  crianças e adolescentes possam entender o trabalho das benzedeiras e também valorizá-las. Ainda realizamos oficinas de São Gonçalo, outra tradição cultural e religiosa de minha cidade. Esta oficina está sendo resgatada por um  Grupo de dança, que também é mantido pela prefeitura. Grupos de jovens moças e rapazes aprendem a cantar rimas e dançar, os rapazes a tocar cuias, que são os chamados caqueiros. A sanfona entra na animação, mas ainda não  são oferecidas aulas destinadas a aprendizagem desse instrumento.

    24/03/2013 em 19:46 #1114

    MHCI
    Subscriber

    Olá, Diego!

    Obrigada pelo elogio! Esse trabalho realizado com o reisado é na zona rural da cidade de Inhuma- Piauí. As crianças entram em contato com alguns instrumentos, como por exemplo, os maracás, mas outros instrumentos mais difíceis de aprender, como a sanfona não, pois associar a prática do aprendizado das rimas e danças do reisado com os instrumentos tornaria ainda mais complexo o trabalho a ser desenvolvido, embora tornasse as aulas mais atrativas. Gostei da ideia, vou pensar na hipótese de separar dias para aulas apenas instrumentais.  As aulas são oferecidas aos sábados, no pátio da escola. Os oficineiros (mestres de cultura) recebem um incentivo em dinheiro pago pela prefeitura, mas eles repassam os conhecimentos mais pelo prazer de ensinar e preservar a tradição. Como a mestra de reisado e demais componentes do grupo moram na zona rural o trabalho é realizado na própria comunidade, visando assim, despertar o sentimento de pertencimento e o desejo de preservar a tradição. Com relação às benzedeiras o museu trabalha junto às escolas promovendo entrevistas no sentido de que  crianças e adolescentes possam entender o trabalho destas e também valorizá-las. Ainda realizamos oficinas de São Gonçalo, outra tradição cultural e religiosa de minha cidade. Esta oficina está sendo resgatada por um grupo de dança, que também é mantido pela prefeitura. Grupo de jovens moças aprendem a cantar rimas e dançar, os rapazes a tocar cuias, que são os chamados caqueiros. A sanfona entra na animação, mas ainda não são oferecidas aulas destinadas a aprendizagem desse instrumento.

    26/03/2013 em 12:27 #1120
    Diego Luiz Vivian
    Diego Luiz Vivian
    Subscriber

    MHCI,

     

    obrigado por compartilhar sua experiência de trabalho com o museu e a comunidade.

    Tornou ainda mais interessante teu relato anterior sobre o reisado, contextualizando a realidade das ações desenvolvidas, a exemplo das formas de incentivo do poder público municipal aos mestres da cultura popular.

    até mais e volte sempre….

     

4 posts - 16 de 19 (de 19 do total)

O fórum ‘Museus e Comunidade’ está fechado para novos tópicos e respostas.