Investimento na formação dos profissionais de educação

Home Fóruns Formação, Capacitação e Qualificação Investimento na formação dos profissionais de educação

Este tópico contém 21 respostas, 17 vozes e foi atualizado pela última vez por Vera Regina Zavaglia Malta Campos Vera Regina Zavaglia Malta Campos 5 anos, 7 meses atrás.

7 posts - 16 de 22 (de 22 do total)
  • Autor
    Posts
  • 20/02/2013 em 20:00 #956

    . A  Prefeitura precisa das profissões regulamentadas para alimentar o plano de carreira, porem até que isso aconteça, como efetivos isso nos preocupa principalmente com o tempo que estamos trabalhando servindo a sociedade, é urgente a necessidade da criação de planos de carreira e a gratificação por titulação.

    21/02/2013 em 19:12 #969
    Michele
    Michele
    Subscriber

    Concordo, Carlos!
    Penso que, além da oferta de capacitação, o profissional também deve ter seu trabalho valorizado por meio de plano de carreira e gratificação por titulação.
    Assim, o bom profissional estará sempre disposto a ampliar seu conhecimento e a aperfeiçoar seu trabalho para melhor servir à instituição onde atua.

    24/02/2013 em 18:23 #992
    katia.frecheiras
    katia.frecheiras
    Subscriber

    Todos nós concordamos da necessidade, mais que urgente, de investimentos em cursos de graduação, extensão e especialização, em cursos à Distância ou Presencial, não somente na área específica de educação em museu, mas nas diversas outras áreas técnicas, conforme mencionou o Flávio. Também foram mencionadas as potencialidades educativas dos museus, não se restringindo apenas aos projetos e ações desenvolvidos pelo setor educativo do Museu. Assim, o investimento na área educativa deverá ser pensado em um patamar amplo, que atenda todos os aspectos pedagógicos dos museus e casas de memória. Aí concordo com o Mauro, “já passou do tempo de termos uma educação voltada para a área museológica”. Sendo assim, pergunto ao grupo: será que somente os cursos de museologia poderão suprir as necessidades crescentes dessa área de conhecimento? Os cursos de graduação em museologia do nosso país estão preparados para essa realidade que se apresenta?

     

    28/02/2013 em 16:32 #1017
    Michele
    Michele
    Subscriber

    Penso que não. Será sempre necessário que o profissional da área mantenha-se atualizado, por meio de cursos de aperfeiçoamento, seminários, palestras, etc; afinal, sempre haverá um novo desafio, uma nova problemática a ser discutida. Aliás, espero que as diretrizes a serem traçadas, por meio deste trabalho de construção coletiva de ideias, possam suprir a grande lacuna que se apresenta no setor educacional dos museus, ajudando-nos a saber que rumo seguir. Não sei qual é a situação dos outros países, em relação a essas questões, mas, imagino que o Brasil esteja extremamente atrasado em suas ações de busca pela melhoria do trabalho socioeducacional em museus.

    22/03/2013 em 16:46 #1106

    bpmonteiro
    Subscriber

    Não esqueçam que ainda não existe no Brasil, formação acadêmica ou técnica específica para os profissionais que atuam nos Museus, na parte de interação com o público. Atualmente, este papel vem sendo desempenhado por monitores, ou seja, estagiários/ universitários. Nós precisamos sinalizar nas discussões que estamos fazendo esta necessidade urgente. Precisamos formar profissionais capacitados para esta função.

    28/03/2013 em 20:24 #1155
    moinhosocial
    moinhosocial
    Subscriber

    penso que é importante que os mediadores / educadores – profissionais que interagem com o público tenham relação significativa com o acervo do museu, que quando apresentarem a exposição falem de algo que faz parte da própria vida. As vezes vamos em museus que a recepção é de alguém alheia aos sentidos e significados dos objetos expostos.

    05/04/2013 em 14:43 #1219

    A formação, capacitação e qualificação dos profissionais de Educação Museal é realmente uma questão fundamental para o desenvolvimento de todas as ações de um Programa de Educação Museal. Acreditamos que pela dificuldade que temos no Brasil de fomentação para esta capacitação de profissionais de forma mais aprofundada, poderia haver então, uma capacitação técnica freqüente através de oficinas e mini cursos realizadas pelo IBRAM, pelos Sistemas de Museus e pelas possíveis parcerias entre universidades, associações e etc.

7 posts - 16 de 22 (de 22 do total)

O fórum ‘Formação, Capacitação e Qualificação’ está fechado para novos tópicos e respostas.