MUSEU: LUGAR OU ESPAÇO DE MEMÓRIA?

Home Fóruns Perspectivas Conceituais MUSEU: LUGAR OU ESPAÇO DE MEMÓRIA?

Este tópico contém 1 respostas, 2 vozes e foi atualizado pela última vez por Ozias Soares Ozias Soares 5 anos, 4 meses atrás.

2 posts - 1 de 2 (de 2 do total)
  • Autor
    Posts
  • 15/02/2013 em 17:23 #891

    Pierre Nora se reporta a lugares de memórias, mas os teóricos da percepção  definem lugares, quando se cria vinculo afetivo. Então? não seria mais apropriado espaços e muitas vezes “não-lugares”? contudo… pela educação/mediação se deseja o  museu como lugar! é coisa p/ se pensar…

    19/02/2013 em 13:09 #932
    Ozias Soares
    Ozias Soares
    Subscriber

    Do ponto de vista da criação de vínculos afetivos que caracteriza o lugar, ou que dão contornos a identidades, a impressão que temos é que ainda estamos engatinhando nisto em nossos museus. Talvez haja um público que utilize os museus como um  “espaço-tempo” de fruição, de lazer… um público “iniciado”… Precisamos, como vem sendo discutido aqui neste fórum em outras postagens, ampliar o acesso aqueles que pouco (ou nada) visitam os museus. Para que seja um “Lugar” é necessário alçar o museu à categoria de pertencimento, de ligação com o bairro, com a cidade, com as demais instituições. Neste sentido, acho temerária a construção de uma memória no isolamento, sem interação com outros agentes. Talvez haja colegas de outras instituições que queira apresentar aqui experiências e propostas de alçar o museu a um lugar de memória…

    (obs.: Jocenaide, passa pra gente a referência que você citou, por favor).

2 posts - 1 de 2 (de 2 do total)

O fórum ‘Perspectivas Conceituais’ está fechado para novos tópicos e respostas.