Redes entre os profissionais do educativo

Home Fóruns Redes e Parcerias Redes entre os profissionais do educativo

Este tópico contém 11 respostas, 9 vozes e foi atualizado pela última vez por  Manoella Evora 5 anos, 3 meses atrás.

12 posts - 1 de 12 (de 12 do total)
  • Autor
    Posts
  • 20/11/2012 em 11:44 #263
    Pnem
    Pnem
    Administrador Mestre

    Promover a criação de redes de informação e de interação entre os profissionais das áreas educativas dos museus e entre os museus e a sociedade, a fim de facilitar a pesquisa, o desenvolvimento profissional e democratização de acesso ao conhecimento produzido, a partir de variadas iniciativas, tais como a criação de blogs dos educadores, criação de boletins informativos, a promoção de encontros periódicos de educadores de museus, entre outras;

    01/12/2012 em 11:26 #436
    Fernanda Castro
    Fernanda Castro
    Subscriber

    As redes de educadores em museus surgiram na última década por uma necessidade dos profissionais da área em debaterem, formularem e incentivarem ações educativas, a formação profissional e políticas públicas na área.

    Uma das maiores dificuldades das redes tem sido criarem uma estrutura que permita a continuidade e consolidação de seu trabalho de forma autônoma e crítica.

    É preciso pensar formas de garantir a consolidação das redes locais e de uma rede nacional de educadores da área, pensar em como elas podem sustentar-se de forma autônoma, se e como deve dar-se sua institucionalização e como isso contribuiria para sua manutenção.

    Sugestões?

    14/12/2012 em 17:29 #581
    Ozias Soares
    Ozias Soares
    Subscriber

     

    Bem, como aqui é um fórum, vou colocando as idéias na medida em que me vem à cabeça… Por uma lado uma rede informal, organizada como um movimento social tem seu mérito por trabalhar, de certo modo, de forma autônoma, imparcial, isenta, com livre circulação de idéias (apesar de que as relações de poder, insisto, estejam presentes…). Por outro lado, conforme já discutimos na REM RJ, temos dificuldades de participação em editais e outras formas de fomento. Todas as redes, por exemplo, podiam elaborar seus regimentos e “estatutos”. Isso não configuraria uma institucionalização propriamente, mas daria um caráter mais profissional para as nossas ações.

    20/12/2012 em 14:41 #608

    Rosangela Oliveira
    Subscriber

    A maioria dos projetos já estão ligados as novas redes sociais como: facebook, twiter etc. Se não os próprios educadores já se relacionam dentro dessas redes trocando informações básicas sobre projetos educativos . Será que os Museus já estão preparados para entrar nessa rede e desenvolver projetos em parceria com diversas instituições educativas e para este tipo de atividade o educador de museu precisa estar apto e ter conhecimentos de informatica para poder fazer parte deste grupo ?

    27/12/2012 em 13:18 #627
    Fernanda Castro
    Fernanda Castro
    Subscriber

    Olá, Rosangela!

    Obrigada por sua participação.

    Quando falamos de redes, nos remetemos às redes em que profissionais se organizam, como a REM (Rede de Educadores em Museus e Centros Culturais – http://www.rem.org.br).

    É claro que a participação em redes sociais, no mundo virtual é muito importante e muitos museus/ profissionais já estão inseridos neste mundo.

    A questão da capacitação dos profissionais para atuarem nestas redes virtuais é um assunto para o GT de Formação, capacitação e qualificação.

    Aqui pretendemos discutir a formação e apoio à redes de profissionais. Discutir sua organização, como apoiar seus encontros, possibilitar suas publicações, como estabelecer parcerias entre estas redes e instituições museais para estes fins.

    28/12/2012 em 0:23 #630

    Lucas Cuba Martins
    Subscriber

    Prezados,

    Tentando me interar melhor do assunto (rsrs), além da REM temos alguma outra rede?

    Att;

    Lucas Cuba Martins

    28/12/2012 em 13:28 #631
    Fernanda Castro
    Fernanda Castro
    Subscriber

    Olá, Lucas!

    Há outras redes que envolvem outras discussões relacionadas aos museus, como a Redarte, a RAM (Rede de acessibilidade de museus), mas relacionada ao tema da educação, o que temos é a REM, que existe nacionalmente e localmente em alguns estados.

    Você pode acessar sites, blogs e redes sociais das REMs, pelo facebook, ou através do site que indiquei acima.

    No rio, nosso blog é http://www.remrj.blogspot.com

    Também acabamos de criar um blog nacional para discutir algumas diretrizes a serem debatidas em um encontro nacional que pretendamos fazer durante o encontro presencial que vai definir o PNEM, ainda sem data definida.

    Nele você pode encontrar algumas das discussões que estão sendo feitas pelas REMs nacionalmente e dar sua opinião!

    acesse http://www.rembr.blogspot.com

    Obrigada pela sua participação!

    15/01/2013 em 16:38 #720

    lfmizukami
    Subscriber

    Fernanda,

    Acho muito interessante esta iniciativa de se discutir redes e parcerias. A área de educação em museus sempre tem se mostrado bem articulada (vide os casos da REM e do CECA-Brasil). Sobre parcerias, fico me perguntando o quanto as redes de educadores de museus em diversos Estados tem se relacionado com os sistemas estaduais (ou mesmo municipais) de museus. Você que está no Rio de Janeiro, poderia dizer se a REM-RJ estabelece parcerias com o SEM-RJ?

    Cordialmente,

    Luiz

    16/01/2013 em 0:36 #721
    Fernanda Castro
    Fernanda Castro
    Subscriber

    Olá, Luiz!

    Uma das tarefas ainda colocadas para as REMs em todos os estados é a sua consolidação.

    Em recente reunião nacional ocorrida no Fórum Nacional de Museus, algumas REMs estaduais narraram ações realizadas em parcerias com secretarias estaduais e municipais de educação e cultura.

    Aqui no Rio, sempre que possível a rede atua junto com o Sistema Estadual. com os municípios já há uma maior dificuldade que credito ao recente processo de instalação dos sistemas e a inexistência dele na maioria dos municípios.

    Já realizamos atividades de discussão e capacitação em parceria com o SIM-RJ e IBRAM, mas certamente não há uma relação mais institucionalizada dos sistemas com a REM.

    Você de onde fala? Como acontece por aí?

    02/04/2013 em 23:31 #1186
    REM RJ
    REM RJ
    Subscriber

    Criar um portal que dê visibilidade às redes de educadores, divulgando seus eventos, ações e experiências, contendo espaço para um banco de dados referente à educação museal;
    Viabilizar fomento por meio de editais de apoio à constituição e desenvolvimentos das REMs e suas ações (publicações, eventos, manutenção);
    Promover Capacitação em parceria com as REMs já instituidas;
    Estabelecer parcerias entre museus e REMs garantindo gratuidade de entrada em museus e centros culturais para os participantes das redes;

     
    Propostas elaboradas em reuniões presenciais que contaram com a participação das seguintes instituições:
    Centro Cultural Banco do Brasil – Centro Cultural da Justiça Federal – Centro Cultural de Folclores e Cultura Popular – Instituto Moreira Sales – Memorial Getúlio Vargas – Fundação Casa de Rui Barbosa – Museu Casa da Hera – Museu Casa do Pontal – Museu da Chácara do Céu – Museu da Marinha – Museu da República – Museu da Vida – Museu de Arqueologia de Itaipu – Museu do Ingá – Museu do Meio Ambiente – Museu Histórico Nacional – Museu Nacional – Oi Futuro/Museu das Telecomunicações – Núcleo Experimental do MAM – Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro

    05/04/2013 em 18:24 #1226
    RIMC
    RIMC
    Subscriber

    Prezados colegas

    Entrei agora no fórum e gostaria de divulgar a RIMC:

    A Rede Informal de Museus e Centros Culturais de Belo Horizonte e Região Metropolitana, designada por RIMC, é constituída por instituições que espontânea e voluntariamente se reúnem, representadas por profissionais dos seus setores educativos e outros setores, observando calendário definido conjuntamente.

    A RIMC tem desenvolvido estratégias de caráter formador que contribuem para o desenvolvimento de práticas educativas das instituições que a compõem, bem como empreendido atividades de aperfeiçoamento de seus quadros técnicos e de profissionais que desejam atuar no campo da educação em espaços museais. Dentre o conjunto de atividades que têm sido desenvolvidas pela Rede, destacam-se o Seminário “Ações Educativas em Debate” realizado desde 2009 na semana da Primavera de Museus e as reuniões mensais, nas quais são discutidos temas relevantes sobre ações educativas.

    Para o ano de 2013, as principais ações propostas são descritas a seguir:

    = Realização da 5ª edição do Seminário “Ações Educativas em Debate”, que consiste na organização de um fórum de discussões que reúne os colaboradores dos setores educativos das instituições participantes e o público interessado nas temáticas propostas;

    = Realização do 1º Simpósio Internacional da RIMC;

    = Realização de um Fórum Interno de Formação visando à troca efetiva de experiências entre estagiários, bolsistas de iniciação científica, mediadores e educadores da Rede;

    = Publicação de ações coletivas da Rede e de ações educativas realizadas por seus integrantes;

    = Atualização do folder de divulgação com mapa no qual são apresentadas as instituições que compõem a Rede e as informações mais relevantes sobre cada uma delas;

    = Inserção do projeto para realização do seminário e simpósio junto aos órgãos de fomento à pesquisa e leis de incentivo à cultura com vistas à captação de recursos.

    Fazem parte da RIMC as seguintes instituições:

    Casa do Baile

    Casa Fiat de Cultura

    Centro de Arte Popular CEMIG

    Centro de Cultura de Belo Horizonte/ Centro de Referência da Moda

    Centro de Referência Audiovisual

    Centro de Referência em Cartografia Histórica

    Diretoria de Políticas Museológicas da Fundação Municipal de Cultura

    Instituto Inhotim

    Memorial Minas Gerais Vale

    Museu de Arte da Pampulha

    Museu de Artes e Ofícios

    Museu de Ciências Naturais PUC Minas

    Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG

    Museu do Ouro

    Museu dos Brinquedos

    Museu Histórico Abílio Barreto

    Museu Mineiro

    Museu Regional de Caeté

    OI Futuro

    SESC Palladium

    Superintendência de Museus e Artes Visuais

    07/04/2013 em 21:34 #1252

    Manoella Evora
    Subscriber

    Tendo em vista que a REM é uma ferramenta bastante importante para tratarmos sobre Educação em museus e para a troca de experiências, sugiro que o que for discutido nas reuniões mensais da REM seja publicado, para que os educadores que não possam participar de todos os encontros tenham acesso ao que foi abordado.

12 posts - 1 de 12 (de 12 do total)

O fórum ‘Redes e Parcerias’ está fechado para novos tópicos e respostas.