Aula Magna do Curso de Pós-graduação em Educação Museal será aberta ao público

O curso de especialização em Educação Museal é fruto de uma Cooperação Técnica entre os Museus Castro Maya e o Museu da República, ambos pertencentes ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), e a Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC), via Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (ISERJ).

A Aula Magna será aberta ao público e acontecerá no Auditório do Museu da República, no sábado, dia 04 de outubro, às 09:30h, com a participação do Professor Mário Chagas.

Inscrições para a especialização em Educação Museal vão até o dia 11/09

As inscrições para o Curso de Pós-Graduação Lato sensu em Educação Museal estão abertas. O curso é fruto de uma Cooperação Técnica entre os Museus Castro Maya e o Museu da República, ambos pertencentes ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), e a Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC), via Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (ISERJ).

As aulas serão gratuitas e presenciais, oferecidas aos sábados, com início previsto para o segundo semestre do ano letivo de 2014. O curso terá a duração de 01 ano e 03 meses, totalizando 380 horas de carga horária final e será ministrado no Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro – ISERJ, bem como em museus pela cidade. Serão oferecidos um total de 45 vagas, sendo 15 destinadas a servidores, funcionários e alunos egressos dos cursos superiores do ISERJ, 15 destinadas aos educadores de museus com experiência comprovada e 15  para o público externo (ampla concorrência).

As inscrições podem ser feitas até o dia 11 de setembro e serão realizadas na secretaria acadêmica do ISERJ, situado na Rua Mariz e Barros, nº 273 – Praça da Bandeira – CEP: 20270-003, no município do Rio de Janeiro/RJ.

Contexto

A Educação Museal tem-se desenvolvido enquanto campo de atuação de educadores e pesquisadores no Brasil desde a fundação do primeiro setor educativo de museus em 1927, passando por uma grande intensificação nas décadas de 1970 e 1980 e chegando ao século XXI com grandes demandas e importantes contribuições à formação humana.

A ideia de um curso de especialização Lato sensu em Educação Museal surge para suprir uma necessidade de formação e qualificação dos profissionais da área, também apresentando-se como opção de prática profissional para educadores de diversas áreas do conhecimento.

No ano de 2014, em que se celebram os 134 anos do ISERJ e que se lançará a Política Nacional de Educação Museal, elaborada e promovida pelo IBRAM com a participação da sociedade civil, inaugura-se o curso que será o único neste nível de ensino no país e o primeiro criado na área da educação.

Ele tem a proposta de que instituições de cultura e de ensino ajam juntas na construção de uma ideia de educação que leve em conta uma Formação Integral, capaz de contemplar o desenvolvimento intelectual, profissional, artístico, científico e físico em uma formação humana completa.

Constituindo-se entre duas instituições públicas e promovendo uma visão de ensino inovadora, resgata o ideário e reafirma as convicções de Anísio Teixeira e de tantos outros educadores que inspirados por ações educacionais exemplares, como as desenvolvidas pelo histórico Instituto de Educação e também por muitos museus pelo Brasil a fora, têm colaborado para promover uma educação de qualidade, que priorize a democratização do acesso e a fruição cultural.

O Curso de Pós-graduação Lato sensu em Educação Museal

Buscando a excelência do ensino e a formação de qualidade para profissionais atuarem no campo da educação museal, este curso tem como princípios curriculares gerais o trabalho com a pluralidade cultural, social e política; a utilização e a compreensão das diferentes produções sociais e culturais na construção do conhecimento dos diferentes públicos recebidos por museus e centros culturais; o desenvolvimento da capacidade de comunicação e expressão em diferentes espaços culturais e a utilização dos recursos pedagógicos que viabilizem a aprendizagem dos diferentes públicos recebidos nessas instituições.

Conteúdo do Curso

Os conteúdos do curso foram divididos abrangendo os campos da Pedagogia e da Educação Museal, levando em consideração a demanda de profissionais que já atuam na área assim como aquelas de profissionais que desejam ingressar nela. Iniciando-se com o estudo da História da Educação em Museus no Brasil e no mundo, estabelece nexos com a história dos museus e do patrimônio no Ocidente. Além disso, o Curso também propiciará aos discentes, debates sobre os principais conceitos da área e com aquelas as quais se relaciona e sobre sua consolidação enquanto campo científico e área profissional.

Serão analisadas as perspectivas de pesquisa em educação em museus, o estudo sobre a conformação do campo das políticas públicas de educação museal no Brasil, relacionando-as brevemente com a legislação internacional da área. Por fim, no último módulo do Curso serão realizadas visitas técnicas e elaboração de propostas educativas em um módulo de prática em educação museal.

Acesse o edital.

Inscrições prorrogadas até o dia 05 de setembro para o curso de Especialização Mediação em Arte, Cultura e Educação

O curso de especialização Mediação em Arte, Cultura e Educação, oferecido pela Escola Guignard-UEMG, vem responder à crescente demanda por formação de profissionais capacitados para atuar na interface entre arte, cultura e educação. À medida que a integração entre esses campos passa a ocupar um lugar central nas práticas de desenvolvimento humano, organizando ações que buscam promover a cidadania, a memória e as transformações sociais, abrem-se novas perspectivas de trabalho e de investigação. Amparadas por uma série de documentos legais e programas oficiais – Plano Nacional de Cultura, Programa Mais Cultura nas Escolas, Parâmetros Curriculares Nacionais em Arte, Programa Nacional de Educação Museal, etc. – as oportunidades de mediação estão em toda parte: escolas, museus, centros culturais, ONGs, Conselhos Municipais de Cultura, entidades e programas ligados à preservação do Patrimônio Histórico e Cultural e à diversidade cultural, etc. O programa do curso busca fazer face a essa diversidade de contextos, adotando para isso uma abordagem interdisciplinar. A carga horária do curso totaliza 390 horas/aula, sendo que quinze dessas são dedicadas à orientação individual da monografia de conclusão de curso. O corpo docente é formado por doutores e mestres, todos com experiência acadêmica e profissional nas áreas do curso.

Titulação: Especialização
Número de vagas: 40
Duração: 24 meses

Dias e horários: quintas e sextas-feiras das 19h às 22h30 e sábado de 9h às 12h30
Local: Escola Guignard, Belo Horizonte – Universidade do Estado de Minas Gerais.
Informações: arteecultura@uemg.br (31) 3194-9308